Quais são as vantagens da portaria virtual? O que deve ser analisado antes de decidir por este tipo de controle de acesso?

15/07/2020 direito condominial, direito imobiliário, síndicos 0 comentário

portaria virtual é um sistema que tem por objetivo garantir a segurança e controle de acesso.

Esta ferramenta trabalha em conjunto com profissionais de segurança e empresas que atuam no segmento reduzindo consideravelmente as despesas do condomínio.

Através do porteiro virtual não é necessário ter um porteiro físico, pois a identificação de entrada é realizada através de biometria e vídeo, o que pode ser aplicado até mesmo na garagem do edifício.

Todo o processo acontece de forma automatizada, assim o morador organiza o controle de acesso desde visitantes aos prestadores de serviço.

Antes de decidir pela implantação deste sistema é preciso considerar o local e a necessidade do serviço, levando em conta, inclusive, o tamanho do condomínio.

Os condomínios residenciais muitas vezes apresentam várias torres e mais de uma portaria, por isto, é importante avaliar o dimensionamento para a contratação do serviço e, ainda, o perfil dos moradores, para saber se irão conseguir se adaptar às tecnologias e se todas as funções srão inseridas com facilidade na nova rotina.

Vantagens do sistema

A principal vantagem é a economia proporcionada ao condomínio, garantindo uma redução de despesas aos condôminos. Fora isso, com as melhorias e avanços da tecnologia, o sistema da portaria virtual exige uma infra estrutura de funcionamento completa.

Outra vantagem é a segurança para o condomínio. Em caso de invasão, normalmente os criminosos atuam rendendo os porteiros, o que não acontecerá com a implantação do sistema, reduzindo, assim a vulnerabilidade do local.

Outra questão a ser considerada refere-se a possibilidade de terceirizar a segurança, diminuindo o risco com processos trabalhistas.

Além disso, o funcionamento é de 24 horas, garantindo que o condomínio mantenha-se seguro, principalmente pela instalação de equipamento eletrônicos que garante a segurança do espaço, garantindo maior eficiência para os condomínios residenciais e comerciais.

Diante disso, em suma, devem ser considerados os seguintes itens para uma boa transição do sistema de controle de acessos do condomínio:

➡️ Consulte um especialista no setor para conhecer melhor o sistema;
➡️ Escolha o serviço que melhor irá atender as necessidades do seu condomínio (ex. portaria virtual + auxiliar de limpeza + auxiliar de manutenção);
➡️ Solicite um estudo de viabilidade técnica para implantação do sistema no seu condomínio, com o orçamento para infraestrutura, custo mensal de assinatura do serviço de controle de acesso e demais contratações (limpeza, ronda e zeladoria);
➡️ Apresente a proposta inicial para o conselho e/ou grupo de moradores para considerações e esclarecimento (a presença de um especialista na reunião para dirimir dúvidas técnicas e operacionais é essencial);
➡️ Visite a base de operação das empresas que estão sendo cotadas para conhecer a sua estrutura e o serviço em operação;
➡️ Contate e visite as referências de clientes fornecidos pela empresa;
➡️ Depois de todas estas etapas, convoque uma assembleia para deliberação sobre a implantação do sistema de controle de acesso;
➡️ Decida pela contração da empresa que apresente a melhor proposta de serviço, confiabilidade e qualidade técnica para atender o seu condomínio (nem sempre o melhor preço é a melhor escolha);
➡️ Submeta a avaliação contratual e documental da empresa a um advogado. ⚠️Sempre!

Deverá constar no contrato disposições indispensáveis, tais como:

  • Manutenção dos equipamentos: é preciso que todos estes itens sejam verificados mensalmente pela empresa. A prevenção é um meio de evitar problemas, porém, a manutenção corretiva também deve acontecer para reparar os equipamentos que estão com mau uso;
  • Tempo de resposta: se houve qualquer incidente, como falta de energia, um portão danificado, problema na conexão a empresa deve estar em alerta para oferecer apoio;
  • Treinamento: os operadores remotos e até o zelador precisam ter uma orientação para conhecimento do sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *